agosto 23, 2011

Reality Shows suck

Russel Armstrong foi encontrado morto na passada segunda-feira, na casa de um amigo onde estaria a viver desde a que mulher pediu o divórcio, a 15 de Julho, por entre acusações de agressão, devidamente transmitidas no reality show "Real Housewives of Beverly Hills".
Semanas antes do suicídio, Russel tinha confessado à revista People: "Quando há um programa de televisão e toda a pressão, isso leva tudo para outro patamar. Somos levados aos extremos".
O "Real Housewives", franchisado para várias cidades norte-americanas, acompanha as vidas de donas de casa de boa posição social, numa paródia à série "Donas de Casa Desesperadas", que serviu de base à ideia do reality show.
A segunda temporada do programa tem início marcado para Setembro e, apesar de o canal Bravo, que o emite, se recusar adiantar mais pormenores, já anunciou que está a proceder a alguns cortes, certamente de forma a encaixar a história da protagonista Taylor Armstrong, agora viúva.

Retirado integralmente  do site da Visão
 
 
É incrível o poder que estes programas acabam por ter nas vidas destas pessoas que neles participam! Não sou nada fã deste tipo de programas, acho que é um lado muito negativo do comercialismo televisivo e esta notícia suporta o quão realmente negativos e até estúpidos estes programas podem ser. É tudo o negócio, este homem foi um negócio e agora após morto, negócio continuará a ser! Não concordo com o suicídio e não acho que haja alguma dignidade em tal acto e então aqui, este senhor aqui conseguiu mesmo perder toda a pinguinha de dignidade que merecesse ter!
Pin It Now!

Sem comentários:

Enviar um comentário