setembro 03, 2015

Contado, ninguém acreditava


Para quem me segue, não é novidade que eu odeio o meu emprego. E isto vai além do meu óbvio perfil de funcionária pública, daquela que não faz nada das 9h às 18h, ou coisa que o valha. Tenho até exemplificado alguns exemplos e falados nalgumas personagens, que esclarecem este meu mau estar.

Hoje trago outra pérola. Já tinha dito que tinha sido promovida, mas ainda não tinha dito a quê: de Assistente B a Assistente A, disseram eles na minha reunião de avaliação. Nada mau pensei eu, uma vez que um colega que foi promovido o ano passado a Assistente A após 6 anos na casa. O que eu nunca pensei é que eu e as minhas colegas assistentes fossemos tão boas.

Tais prodígios da auditoria que somos, que fomos promovidas não uma, mas duas vezes num espaço de um ano (2 vezes num mês!): já somos Senior B. O nosso colega que foi promovido pela primeira vez, foi inspirado por nós e foi também ele um prodígio, agora é Senior A.

Tudo muito bonito, tirando que ainda nem as tarefas de Assistente sabemos bem, e agora caem-nos tarefas de Senior em cima. E o guito onde anda? Sei lá... É uma grande porra, porque agora além de ganhar mal, aprender pouco, ainda tenho que inventar! Óptimo ambiente profissional hem?! Pin It Now!

5 comentários:

  1. Isso vai de bem a melhor, estou a ver. Coragem!

    ResponderEliminar
  2. Pois, esse é sempre o problema... trabalho é sempre a cair mas o dinheiro perde-se no ar !
    Same here, deixa lá...o que vale é que ainda vou gostando!

    ResponderEliminar
  3. Acontece a mesma coisa no meu local de trabalho. É tão triste!

    ResponderEliminar
  4. Sabes o que se chama isso? Subir para baixo. Promover o pessoal é muito giro, fica bem e tal. Mas dar formação e pagar melhor, isso já é uma chatice... =/
    ****

    ResponderEliminar