janeiro 10, 2017

Cromos everywhere

Se alguma vez fizeram uma caderneta de cromos, lembram-se provavelmente daqueles super raros, que se tivessem uma sorte do caraças os vossos pais encomendavam só para se terminar a caderneta, lembram?

Ora a mim só me têm saídos desses...

Esta coisa da solteirice tem muito que se lhe diga. Neste momento já não sei se gosto ou se estou assustada. Gosto muito até de estar só comigo, não intendo num futuro próximo estar numa relação (se bem que nunca se sabe o futuro), se bem que com os cromos que me têm aparecido, não sei se será muito saudável estar muito tempo neste estado :')

(de referir que nada se passou, ou passará, entre mim e os cromos)

Cromo 1 - O que faz figura de otário e gosta
Entro no Skype e o cromo enceta logo conversa.
Não respondo.
Cerca de 20min depois o cromo ataca no Messenger.
Leio a messagem e demoro um boooom bocado a responder.
Que é que o otário escreveu?
"Não ligas muito ao skype pois não? Vi-te entrar falei e nem me respondes-te!"
Ai miga... Claro que não ligo. A ti idiota, a ti. Desprezado e ainda admite... Nossa.

Cromo 2 - O que tu dizes miúda, não é para ter em consideração
Este é qualquer coisa. Aliás este é uma pena não ver as coisas como elas são porque até é um porreiro com quem eu gostava de conversar de vez em quando, mas f*deu.
Disse ao moço olhos nos olhos:
"Olha eu vou sincera contigo, não quero nenhuma relação. Muito menos aqui porque a minha vida não está nem passará por aqui."
É que o rapaz é lá da terrinha. E expliquei pormenorizadamente os porquês (esta mania que as pessoas têm de se justificar) ao que ele horas mais tarde me escreve no Messenger:
"Eu não me importo de esperar"
Mas esperar o que?! Coitadinho.

Cromo 3 - O perseguidor
Donde é que este veio não sei, mas quero distância.
A história deste até é engraçada, começou há uns anos em que por meio de uma colega conheci este rapaz e convivemos uma noite, só conviver mesmo. Há uns meses andava ali pelo Bairro Alto e reconheci-o. Achei por bem lá ir falar e tal. Trocou-se o facebook, e calhou trabalharmos no mesmo sítio mas em locais diferentes. Lá começámos a falar pelo chat e até fomos beber um café.
A coisa podia ter-se encaminhado não começasse ele a tornar-se um bocado perseguidor.
Então era "Bom dia" e "Boa noite" todos os dias - lá ia respondendo mas estranhei logo aquilo. Quando comecei a cortar começou a mandar-me mensagens do estilo "Porque é que não me disseste bom dia?!" - erm. A gota de água foi uma vez que fui ao cinema postei uma foto e o louco me vem com uma mensagem do género "Não tens consideração nenhuma por mim, foste ao cinema e nem avisaste, nem sei com quem foste, não sei porque raio me fazes isto". Oi??

Pronto por agora é isto, espero não juntar muitos mais :') Pin It Now!

5 comentários:

  1. De facto, há pessoas muito tontas! Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Ahahahah, reconheço alguns desses cá para os meus lados também, foi remédio santo quando comecei a namorar, mas antes disso era uma animação. Uma vez aconteceu-me uma que até dá para vir. Um cromo que se metia com todas no facebook e dizia o mesmo, vê lá tu que deve ter feito copy e paste e esqueceu-se de mudar o nome, em vez de "Green" era outro nome qualquer. O que me ri!

    ResponderEliminar
  3. Lamentando a solteirice, vou-me rindo com os cromos que te passam pela vida. Pode ser que um dia um pega-monstro fique pegado e olha... ficas como eu :D (o que só traz vantagens)
    Tudo a correr bem, FME :D

    ResponderEliminar
  4. O que eu chorei a rir com o teu post, pensava que esse tipo de cromo já não existia...

    Lembro-me deles quando tinha os meus 15/17 anos, mas pensei que fossem uma relíquia...

    ehehehehhehehe

    Kiss**

    ResponderEliminar